FANDOM


"Matéria Partícula-Onda"[1] (no original em inglês: Particle-Wave Matter) (normalmente abreviado para PWM) é a substância da qual os Anjos, incluindo as duas sementes Adão e Lilith, os Evangelions, Rei e Kaworu - são compostos.

Descrição

A estrutura subatômica dessa matéria é diferente da matéria normal. Ritsuko Akagi explica que este tipo de matéria é caracterizada por ambas as partículas e propriedades em onda, assim como a luz:

"Anjos são feitos de uma substância estranha que tem as propriedades de ambas, uma onda e uma partícula, tal como a luz. (...) Mesmo que eles sejam feitos de um material diferente, sua distribuição de sinais e coordenadas são muito semelhantes ao DNA humano. Cerca de 99,89% semelhante."[2]

A "matéria partícula-onda" que compõe o corpo dos Anjos (e dos Evas), com base na descrição de Ritsuko, parecem ser partículas com massa em repouso diferente de zero - não possuindo massa assim como os fótons, mas talvez comparável a um neutrino em massa, demostrando um mensurável comportamento de onda enquanto no estado de matéria.

Essencialmente, enquanto os "átomos" que formam os corpos dos anjos não são o que poderíamos considerar como matéria "normal" (eles nem sequer parecem ser compostos por um simples arranjo de prótons, nêutrons e elétrons), a estrutura das "moléculas" na qual os "átomos" da matéria partícula-onda são organizados são quase que exatamente as mesmas como determinadas formas de moléculas encontradas nas formas de vida terrestres, especificamente as moléculas genéticas humanas.

Ritsuko refere-se à verificação genética do Anjo Shamshel (exibida em um monitor) como um "padrão de onda inerente".

Propriedades

Atualmente existem apenas duas propriedades conhecidas da matéria partícula-onda. Essas são:

1. Esse tipo de "matéria" não é afetado por Anti Campos A.T.. Em EoE Lilith, a Unidade 01 e a Série Eva não se transformam em LCL, juntamente com os seres humanos.
2. Após a morte (as Reis no tanque de Dummy Plug no Ep 23, Lilith em EoE), ou quando o Campo A.T. Falha (Rei em EoE), alguns seres compostos de matéria partícula-onda desmoronam.

Aplicações na vida real

O conceito parece ser baseado no conceito cientifico do mundo real da dualidade onda-partícula[3][4].

Na escala dos seres humanos, a matéria tende a se comportar como partícula (pequenas unidades individuais), enquanto a radiação eletromagnética (incluindo a luz) se comportam como ondas. No entanto, Einstein ganhou o Prêmio Nobel por provar que as ondas eletromagnéticas se comportam como ambas ondas e partículas. As unidades básicas de energia são "quanta", pacotes discretos de energia que não podem ser subdivididos. Mais tarde, descobriu-se que a matéria se comporta como ondas: de acordo com o Princípio da Incerteza de Heisenberg, os elétrons se movem em torno de um átomo de tal forma que, enquanto uma "partícula" discreta, a localização exata e a direção de um único elétron não podem ser determinadas ao mesmo tempo (é por isso que a "nuvem" modelo é muitas vezes usado para representar os elétrons), e eles se comportam como uma onda. Prótons e nêutrons, e outras partículas subatômicas mais pesadas representam menos das propriedades ondulatórias, devido à sua massa em repouso muito maior, um próton com quase duas mil vezes a massa do descanso de um elétron. Fótons (os quanta de energia eletromagnética) são partículas sem massa que viajam na velocidade da luz.

Grandes concentrações de matéria (como em um ser humano) têm propriedades de onda, mas em uma escala demasiadamente muito baixa para se medir um.

Referências

  1. O título deste artigo não tem qualquer designação canônica conhecida. "Matéria Partícula-Onda" é um termo criado pelos fãs com base na conotação dada por Ritsuko no Episódio 05.
  2. Neon Genesis Evangelion. Episódio 05.
  3. http://hyperphysics.phy-astr.gsu.edu/hbase/mod1.html (em inglês)
  4. Dualidade onda-partícula na Wikipédia