FANDOM


Cover.jpg

Neon Genesis Evangelion (新世紀エヴァンゲリオン, Shin Seiki Evangelion, lit. "Gospel of a New Beginning" ou, em português, "O Evangelho de um Novo Começo") (também conhecida e referida apenas como Evangelion) é a comercial[1] e criticamente bem-sucedida[2][3][4] série de anime de propriedade dos estúdios Gainax. A série foi exibida durante o período de 04 de outubro de 1995 a 27 de março de 1996. A maior parte da franquia aborda uma história de ação apocalíptica que se passa no ano de 2015 d.C., quinze anos após o catastrófico evento conhecido como Segundo Impacto, supostamente causada pela queda de um meteorito, que eliminou metade da população da Terra e tirou o planeta de seu eixo. Assim que a humanidade terminou sua recuperação do desastre, Tokyo-3 começou a sofrer ataques por parte de estranhos monstros conhecidos apenas como "Anjos". Para combater esses seres misteriosos e hostis, a principal arma da organização paramilitar conhecida como Nerv são os gigantes humanoides chamados Evangelions, que são pilotados por adolescentes selecionados, um dos quais, Shinji Ikari, é o protagonista principal. Embora a série começe como um anime de mecha regular, o foco tende a se deslocar da ação para a flashbacks e análises dos personagens principais, especialmente o personagem Shinji. A franquia começou com o anime de mesmo nome dirigido por Hideaki Anno. Desde então, já arrecadou mais de ¥ 150.000.000.000 desde sua estréia na série de televisão.

O diretor/criador, Hideaki Anno, sofreu de um longo período de depressão antes de criar Evangelion, muitos aspectos da série são baseados em suas próprias experiências em lidar com a depressão e na teoria psicanalítica que aprendeu com a psicoterapia. Como resultado, os personagens do anime exibem uma variedade de transtornos de humor e problemas com a saúde emocional, especialmente a depressão, traumas e transtorno de ansiedade de separação.

Após o fim da série de televisão, houve dois filmes Evangelion: Neon Genesis Evangelion: Death and Rebirth e Neon Genesis Evangelion: The End of Evangelion. Death and Rebirth começa como uma compilação de imagens da série que dura aproximadamente 25 minutos. O restante é parte da primeira metade de The End of Evangelion. Originalmente, eles eram para ser um único filme, mas devido a problemas de prazo e financeiros forçou a empresa a liberá-lo como dois filmes. O lançamento mais recente em vídeo japonês do primeiro filme inclui apenas cenas compiladas, "Death", como todo o Rebirth está incluído em The End of Evangelion. The End of Evangelion é uma releitura e uma expansão sobre os eventos dos dois últimos episódios da série de TV. EoE (The End of Evangelion) esclarece o significado do termo abstrato visto na TV sem altera-la de forma significativa.

A obra ganhou vários prêmios importantes de animação dentre os mais importantes estão o Japan Media Arts Festival awards e o Animation Kobe winners.

A série de televisão exibida no Japão entre os anos de 1995 a 1996, possui 26 episódios, e foi lançada em VHS e DVD na América do Norte e no Reino Unido pela ADV Films. O seriado estreou no canal Adult Swim na quinta-feira, 20 de outubro de 2005, embora tenha sido anteriormente estreado nos Estados Unidos pela KTEH, uma estação da PBS localizada em San Jose, Califórnia.

Enredo

No ano 2000, o "Segundo Impacto", um cataclismo global destrói a maior parte da Antártida e leva à morte metade de toda a humanidade. O impacto, pensado pelo público ter sido causado pela queda de um meteorito em alta velocidade, causou devastadores tsunamis, uma mudança na inclinação do eixo da Terra (que leva à drásticas mudança climáticas no globo) e, mais tarde a agitações geopolíticas (incluindo um estresse econômico geral e a uma guerra nuclear). Nos anos seguintes, a organização de investigação Gehirn e seu benfeitor, a misteriosa organização Seele, atingem um impressionante número de objetivos científicos e de engenharia, incluindo a criação dos humanoides gigantes conhecidas como Evangelions e a construção de Tokyo-3, uma cidade civil militarizada localizada numa das últimas áreas secas do Japão, em preparação para a chegada de seres conhecidos como Anjos.

Quinze anos depois, um garoto de 14 anos, Shinji Ikari, é convocado para Tokyo-3 por seu pai, Gendo Ikari, o maquiavélico comandante da Nerv (a sucessora da paramilitar Gehirn), e coagido a se tornar o piloto da entidade humanoide conhecida como Unidade Evangelion 01, às vésperas do ataque de um Anjo. Após a batalha, Shinji começa a viver com a capitã Misato Katsuragi e logo conhece suas colegas de missões, Rei Ayanami (piloto da Unidade 00) e Asuka Langley Soryu (piloto da Unidade 02). No entanto, a natureza dos Anjos e dos Evangelions está cada vez mais posta em questão pelas conspirações conflitantes e planos de ambas as organizações Seele e Nerv, que envolvem o misterioso Projeto de Instrumentalidade Humana, destinado a unir todas as mentes humanas em uma única entidade espiritual global.

Composição

Neon Genesis Evangelion é composta por 26 episódios de televisão que foram ao ar pela primeira pela TV Tokyo a partir de 04 de outubro de 1995 a 27 de Março de 1996. A série foi então seguida por dois filmes: Death and Rebirth e The End of Evangelion, ambos de 1997.

Neon Genesis Evangelion title logo.jpg

Logotipo oficial da série.

Death and Rebirth é essencialmente uma compilação altamente re-editada da série (Death) com duração aproximada de 25 minutos, sendo seguido pela primeira metade de The End of Evangelion (Rebirth), enquanto que esse é uma extensão totalmente desenvolvida para o final do Episódio 24, que pretendia ser uma apresentação alternativa do fim da série. Os dois filmes foram posteriormente re-editados e re-lançados como um único filme, Revival of Evangelion (1998).

Versões internacionais

Estados Unidos

Nos Estados Unidos, a série de televisão estreou em VHS e depois em DVD pela ADV Films, enquanto que os filmes foram distribuídos pela Manga Entertainment. A maioria dos dubladores utilizados nas versões em inglês foram os mesmos em cada versão. A série foi um dos poucos animes que tiveram a honra de ser transmitido pela San Francisco Bay Area PBS membro da estação KTEH (em japonês com legendas em inglês) e também foi transmitido pela Anime Network. Os dois primeiros episódios foram ao ar na seção Toonami do Cartoon Network como parte de um especial chamado "Giant Robot Week" ("Semana Robô Gigante") em 2003 (ainda que de formas editados, que escondiam as latas de cerveja de Misato e omitiam completamente o personagem Pen Pen). No dia 20 de outubro de 2005 toda a série começou a ser exibida no Cartoon Network na seção Adult Swim nas noites de quinta-feira às 12:30 da manhã.

Reino Unido

No Reino Unido, a série e seus filmes de complemento foram lançados em VHS e DVD também pela ADV Films e pela divisão britânica da Manga Entertainment e foi ao ar no Canal Sci-Fi Channel, juntamente com Martian Successor Nadesico e Blue Gender durante o verão de 2002, tendo seu dias finais em janeiro de 2003. Mais tarde, Evangelion foi novamente exibida no canal. Nessa reapresentação a série não tinha edições para o conteúdo dos episódios, mas ocasionalmente acelerou o fim dos mesmo em favor de arejar a visualização do próximo episódio visto logo após do tema de encerramento. Este finais terminaram por volta do Episódio 16, quando a seção em que Evangelion era exibida foi cancelada fazendo com que a série mudasse seu horario para as 5:00 da tarde.

Austrália

Na Austrália, a série foi transmitida pela SBS (Special Broadcasting Service) (Serviço Especial de Radiodifusão). Evangelion foi a primeira série de anime a ser transmitido na SBS, e no horário nobre. Notícias da transmissão lentamente se espalharam e, como resultado, houve um grande aumento de espectadores ao longo da temporada. Conseqüentemente, a SBS decidiu retransmitir toda a série, apesar do fato de que ela ainda não tinha preenchido totalmente a carga de transmissão. Como resultado, a SBS decidiu transmitir Evangelion duas vezes por semana, com a primeira exibição original mostrada aos sábados às 08:30 da noite, começando no dia 2 de Janeiro de 1999, e a segunda exibição mostrado às segundas-feiras às 8:30 da noite, começando no dia 22 de março de 1999. O sucesso de Evangelion praticamente obrigou a SBS a obter os direitos autorais da série e várias outras características do anime, incluindo os dois filmes de Evangelion, que mais tarde foram transmitido na íntegra, com Death and Rebirth sendo exibido novamente em 2005. A série inteira e os dois filmes foram disponibilizados em DVD na Austrália pela através Madman Entretenimento, juntamente com uma nova edição "Platinum" da série, remasterizada a partir de uma fonte de vídeo totalmente restaurada.

Personagens

Characters of Evangelion.jpg

Personagens de Neon Genesis Evangelion.

O personagem principal de Neon Genesis Evangelion é Shinji Ikari, um jovem adolescente tímido que, por muitos anos, viveu longe de seu pai, com um de seus professores, até que um dia ele, misteriosamente, foi chamado por seu pai no início da série. Shinji é o piloto do Eva 01 e tem como companheiros Rei Ayanami, uma menina silenciosa e com um passado altamente secreto que, freqüentemente, se sente confusa por ser insensível e Asuka Langley Soryu, uma ardente e orgulhosa menina de cabelos ruivos. Junto com esses personagens também estão o comandante da Nerv e também pai de Shinji, Gendo Ikari, a chefe de estratégias e táticas Misato Katsuragi, e a cientista chefe Ritsuko Akagi. A maioria dos personagens são, de sua própria maneira, socialmente desajustados, e os padrões de relações entre eles são bastante complicados.

A teoria comumente aceita (e também apoiada dentro da série em si) quanto ao significado por trás dos personagens é que Rei, Asuka, Shinji e Misato representam os diferentes métodos que as pessoas usam para validar a sua própria existência/individualidade e separarem-se de seus semelhantes (análogo ao conceito do Campo A.T.). As personalidades dos personagens refletem suas táticas, interações e revelam a natureza de cada um em relação ao outro.

Houve também muitas hipóteses sobre a natureza das relações entre os personagens, incluindo:

  • Shinji, Rei e Asuka respectivamente representam o Ego, o Superego e o Id.
  • Rei e Asuka representam os avatares de Thanatos e Eros na psique de Shinji.
  • Shinji, Rei e Asuka representam os deuses japoneses Susanoo, Amaterasu, e Ama-no-Uzume.
  • Shinji, Rei e Asuka são arquétipos respectivos de três transtornos de personalidade: esquiva, esquizóide e narcisista.
  • Gendo, Shinji e Rei e representam as três partes da Trindade cristã (respectivamente Deus, Filho e Espírito Santo).
  • Shinji e Asuka representar o Oriente e o Ocidente.
  • Ritsuko e Misato representam o antagonismo entre o intelecto e a emoção.
  • Ritsuko representa o norte industrializado e tecnocrático, enquanto Misato represente o sul rural.
  • Toji e Kensuke representar o pacifismo e o militarismo.

O design dos personagens também contribuíram para a popularidade de Evangelion. Os projetos atrativos dos três principais ligações femininas, Asuka, Rei e Misato foram imortalizados na comunidade doujinshi e anime subseqüente.

Produção

Com o fracasso do anime Royal Space Force: The Wings of Honnêamise, Anno, que havia sido escalado desde o início para dirigir Aoki Uru, foi liberado do projeto. Lendariamente, ele logo concorda em uma colaboração entre a King Records e a Gainax enquanto bebia com Toshimichi Otsuki, um representante da King, com King Records garantindo um intervalo de tempo para "algo, qualquer coisa", Anno, então começou a trabalhar no anime. Sem surpresa, os elementos do Aoki Uru foram incorporados ao nascente Evangelion:

"Um dos temas-chave no Aoki Uru tinha sido "não fugir". Na história, o personagem principal se depara com a difícil tarefa de salvar a heroína ... Ele fugiu de algo no passado, então ele decide que desta vez vai permanecer firme. O mesmo tema foi mostrado mais de uma vez em Evangelion, mas eu acho que foi algo mais do que apenas transpor um tema de uma série para outra..."

A precoce linha de enredo original de Evangelion permaneceu relativamente estável através do desenvolvimento, embora episódios posteriores parecem ter mudado radicalmente a partir das primeiras versões fluidas e incertas do anime: por exemplo, originalmente haviam 28 Anjos e não 17, e o clímax do anime iria lidar com a derrota dos os últimos 12 Anjos e não com a realização do Projecto de Instrumentalidade Humana. Assim, o designer original de Kaworu Nagisa seria o de um garoto que poderia mudar para uma "forma Angelica" e acompanhado de um gato de estimação.

A produção não foi por "meios calmos". O mangá (Neon Genesis Evangelion) de autoria de Yoshiyuki Sadamoto causou alguns problemas e várias editoras sentiram que ele "estava muito fora de moda para ser rentável", o designer estilo mecha dos Evangelions que, mais tarde seria elogiado, foi inicialmente foi criticado por alguns dos possíveis patrocinadores de um anime gênero mecha (as empresas de brinquedos) como sendo muito difícil para a fabricação dizendo (possivelmente de propósito) que os modelos dos Evangelions "nunca iriam vender." Por fim, a Sega Corporation concordou em licenciar todos os brinquedos e as vendas de videogames.

Temas

Psicanálise

Evangelion tem sido tomada como uma expressão profundamente pessoal das lutas pessoais de Hideaki Anno. Desde o início a série invoca muitos temas psicológicos. Frases usadas em episódios, os respectivos títulos e os nomes da música de fundo, com freqüência derivam de obras de Sigmund Freud, além de, talvez, algumas influências Lacanianas em geral. Exemplos incluem "Thanatos (ou Tânatos)", "Estagio oral", "Ansiedade de Separação" (ou "Transtorno de ansiedade de separação"), e "A mãe é a Primeira Outra" (a mãe como o primeiro objeto de amor de uma criança recém-nascida é a base do complexo de Édipo). Até mesmo o cenário e os edifícios em Tokyo-3 parecem muitas vezes carregados de importação psicológica, mesmo no primeiro episódio.

A conexão entre os Evas e seus pilotos, assim como o objetivo final do Projeto de Instrumentalidade Humana, tem uma forte semelhança com as teorias de Freud sobre o conflito interno e de comunicação interpessoal.

O dilema do ouriço é um conceito descrito pelo filósofo Arthur Schopenhauer e, posteriormente, adotado por Freud. É mencionado no episódio 04 por Misato Katsuragi como descrição de seu relacionamento com Shinji.

Muitos dos personagens têm profundos traumas psicológicos em relação aos seus pais. A introversão e a ansiedade social que Shinji demonstra foram adquiridas a partir da "morte" de sua mãe, que ele perdeu ainda em uma tenra idade, e pelo abandono de seu pai. Asuka foi o alvo da insanidade de sua mãe, e acabou vendo o corpo da mãe morta após ela se enforcar, sua personalidade forte e o bullying que ela aplica, principalmente em Shinji, é um meio de distrair-se da dor, e ela faz do ato de pilotar a Unidade 02 sua única fonte de orgulho, satisfação e motivo de vida. O pai de Misato negligenciou a ela e a sua mãe quando ela era uma criança, dedicando-se sempre ao trabalho em primeiro lugar. Depois que ele foi morto no Segundo Impacto, ela parou de falar durante dois anos. No episódio 25, Misato diz que ela foi atraída por ambos medo e atração de Ryoji Kaji, que a fazia lembrar de seu falecido pai. Ritsuko, por meses, talvez anos, viu sua mãe tendo um caso com Gendo Ikari; após o suicídio da mesma, ela passou a sentir tanto atração quanto ódio por Gendo. Na verdade, os dois últimos episódios são "uma forma de interrogatório que é feita com os personagens e perguntas em relação a eles mesmo são feitas sondando suas mentes e fazendo questões psicológicas." As perguntas obtém respostas inesperadas, sobretudo as que lidam com a motivação de Shinji para pilotar o Eva 01 - ele se sente inútil e com medo dos outros (especialmente o pai) o vejam assim se ele não pilotar o Eva. Asuka e Rei também são descritas com profunda introspecção e consideração de suas psiques. Asuka chega à conclusão de que todo o seu ser só serve unicamente para ser um competente piloto de Eva e que sem isso, ela não tem identidade pessoal: "Eu sou um lixo... eu sou inútil. Ninguém precisa de um piloto que não consegue controlar seu próprio Eva". Rei, que em quase toda a série foi retratada sem exibir a mínima emoção, revela que tem um impulso: é Thanatos, uma inclinação psicológica que leva a pessoa à se interessar pela morte: "Eu sou feliz. Porque eu quero morrer, eu quero desaparecer, quero voltar ao nada". No episódio 25, ambos Shinji e Asuka mostram que eles de fato sofreram com passados ​​semelhantes e encontraram diferentes maneiras de lidar com eles. Isto é estabelecido mais ainda por Shinji quando ele afirma que não tem vida sem o Eva e isso é refutado pelo mundo mostrado no episódio 26, seguido pela famosa cena de "Parabéns".

Além das referências à Psicanálise Freudiana há também algumas referências menores para as teorias por trás da Terapia Gestalt, uma forma de psicoterapia influenciada por ambas as idéias psicanalíticas, bem como por noções filosóficas de uma auto-holística, das responsabilidades pessoais e da consciência. No episódio 15, há uma referência à teoria Gestáltica de mudança, a constante mudança entre 'homeostasis' e 'transistasis' em que Fritz Perls comentou em seu trabalho: The Gestalt Approach and Eye Witness to Therapy (A Abordagem Gestáltica e a Testemunha Ocular da Terapia). Além disso, o episódio 19, intitulado originalmente como "introjeção", um termo psicanalítico utilizado por muitos terapeutas da Gestalt para indicar um mecanismo neurótico usado para o processamento mental de experiências. Introjeção está intimamente relacionado com três outras formas neuróticas de processamento mental; projeção a saber, conflitancia e retroflexão.

Religião e Simbolismos

O simbolismo mais destacado na série é inspirado em origens judaico-cristãs e freqüentemente usa a iconografia e os temas do judaísmo, do cristianismo, do gnosticismo, e cabalismo, nas análises das concepções religiosas e temas da série. O diretor assistente, Kazuya Tsurumaki, disse que originalmente eles usaram simbolismos cristãos apenas para dar ao projeto uma vantagem única sobre outras séries do gênero Giant Robot/Mecha, e que não tinham nenhum significado em particular, e que não pretendiam que a séria se tornasse tão polêmica (como foi). Anno disse que Eva é suscetível a várias interpretações. Hiroki Sato, chefe do Departamento de PR da Gainax, fez declarações semelhantes as de Toshio Okada.

As referências, com múltiplas interpretações igualmente plausíveis que existem, incluem:

Eva cross light.png

A morte de alguns Anjos causam explosões em forma de cruz: um exemplo dos ícones cristãos usados ​​em Evangelion.

Nervlogo.jpg

O logotipo da Nerv caracterizado como meia folha de figo com a frase em inglês, "God's in his Heaven, all's right with the world" é uma citação da poesia "Pippa Passes" de Robert Browning.

  • A cruz cristã é freqüentemente mostrada, muitas vezes como feixes de energia que sobem em direção ao céu, após o ataque ou a morte de um Anjo.
  • Os Anjos são uma clara referência aos anjos de Deus do Antigo Testamento (em japonês, a palavra usada é a mesma usada para apóstolo (ou mensageiro), como no Novo Testamento). Eles são nomeados segundo os anjos da angelologia bíblica, incluindo Sachiel, Shamshel e Arael. O primeiro anjo é chamado de Adão, assim como o Adão bíblico é o primeiro homem criado por Deus. O Segundo Anjo chama-se Lilith, uma referência ao folclore judaico em que Lilith foi a primeira mulher de Adão. Lilith é mostrada crucificada e empalada com uma lança chamada de "Lança de Longinus", o mesmo nome da lança utilizada para perfurar as costelas de Jesus durante sua crucificação, de acordo com o Evangelho de Nicodemos. Eve, ou Eva que foi, de acordo com a cultura cristã, a primeira mulher veio da costela de Adão, do mesmo modo, a maioria das Unidades Eva vinheram do primeiro Anjo identificado como Adão.
  • Os supercomputadores Magi (Melquior, Baltasar e Gaspar), foram nomeados segundo os nomes tradicionais dados aos Três Reis Magos mencionados no Evangelho de Mateus como tendo visitado Jesus Cristo em Belém logo após o seu nascimento. (muitas vezes chamados de "os três homens sábios", embora o número dos visitantes não seja registrada no Evangelho)
  • A Árvore de Sephiroth (A Árvore da Vida) — uma ilustração de dez esferas misticas que mostram o relacionamento entre o Paraíso e a Terra — é mencionada, assim como mostrada na sequência de abertura do anime e no teto do escritório de Gendo, com inscrições hebraicas sobre ela (os termos escritos nela estão principalmente em Cabalico). Ele também aparece em The End of Evangelion durante a Instrumentalidade.
  • O Instituto Marduk é uma organização fantasma da Nerv, encarregada de encontrar adolescentes adequados para pilotar Unidades Evangelion. Marduk é o nome da principal divindade babilônica e deus patrono da cidade de Babilônia.

A lista continua indefinidamente, com múltiplas interpretações igualmente plausíveis existentes, referências a outras áreas de conceitos judaico-cristãos também aparecem, e principalmente concepções de Psicologia Freudiana.

Filosofia

Temas existenciais de individualidade, consciência, liberdade, responsabilidade, e escolhas, são fortemente empregados durante toda a série, particularmente através das filosofias de Jean-Paul Sartre e Søren Kierkegaard. No episódio 16, intitulado "The Sickness Unto Death, And..." (Doença até a morte, no Brasil) (死に至る病、そして, Shi ni itaru yamai, soshite) é uma referência ao livro de Kierkegaard, The Sickness Unto Death (A Doença até a Morte). O Projeto de Instrumentalidade Humana pode ter sido inspirado pela filosofia desenvolvida por Georg Wilhelm Friedrich Hegel. O título do 4º episódio, "The Hedgehog's Dilemma" (O Dilema do Ouriço, no Brasil) é uma referência para o dilema do ouriço, uma analogia de Arthur Schopenhauer sobre os desafios da intimidade humana.

Alusões

Evangelion é cheio de alusões a conceitos biológicos, militares, religiosos e psicológicos assim como numerosas referências ou homenagens a séries de anime mais velhas (por exemplo, o enredo básico é visto no anime anterior Space Battleship Yamato) — uma tendência que inspirou o apelido "anime remixado" para a série. Anno usa de jargões freudianos e da teoria psicanalítica, assim como suas alusões à religião e biologia são muitas vezes utilizados de forma idiossincrática e redefinido-as para levar sua mensagem. Essa tendência de Anno foi criticada como "plágio total!" e "apenas mais um jogo mental da equipe de animação". No entanto, Anno defendeu-se negando a possibilidade de trabalho realmente original, porem sem dever a nenhum outro anime:

"Não há mais espaço para a originalidade absoluta em matéria de anime, especialmente tendo em conta que a nossa geração foi criada na era dos animes produzidos em massa. Todas as histórias e técnicas inevitavelmente trazem com eles uma sensação de déjà vu. O único caminho de expressão deixada em aberto para nós foi o de produzir um efeito de colagem, como base em uma amostra de uma obra já existente."
"As pessoas que fazem anime e as pessoas que assistem sempre querem as mesmas coisas. Os criadores têm feito a mesma história em cerca de 10 anos, os telespectadores parecem estar satisfeitos e não há senso de urgência. Não há futuro nisso."

Independentemente disso, Anno parece ter a esperança de revigorar a mídia dos animes — vista como sem vida e moribunda no início de 1990 — e restaurar a originalidade: para criar um novo anime. Este desejo também é a razão citada para Anno criar os novos filmes Rebuild of Evangelion:

"Muitos desejos diferentes foram a motivação para criarmos os novos filmes "Evangelion"... O desejo de lutar contra a tendência constante de estagnação nos animes.
O vontade de apoiar a força do coração que existe no mundo...
Muitas vezes nos perguntamos: "É um título que tem mais de 10 anos de idade. Por que logo agora?"
"Evangelion é tão antigo", nós sentimos.
No entanto, nos últimos 12 anos, não houve anime mais inovador que Evangelion.
"

A interpretação dos símbolos e conceitos varia de indivíduo para indivíduo, e não está claro quantas são intencionais, significativos, ou se foram apenas elementos de design ou coincidências. O próprio Anno disse: "Poderia ser divertido se alguém com tempo livre pudesse pesquisá-los." Alguns destes símbolos foram citados nos comentário do DVD Inglês para Death and Rebirth e The End of Evangelion.

Muitos dos personagens tem os mesmos nomes dos navios de guerra japoneses da Segunda Guerra Mundial (tais como Soryu, Akagi e Katsuragi; embora os nomes dos navios e os nomes dos personagens sejam escritos com kanji diferente, eles compartilham as mesmas pronúncias.) Outros nomes de personagens referem-se a outras obras de ficção, como os dois personagens chamados após o protagonista Ryu Murakami, da série Ai to Genso no Fascism ("Fascism in Love and Fantasy"; os dois personagens principais são conhecidos como Aida Kensuke e Suzuhara Toji; Anno mais tarde dirigiu uma adaptação de Murakami, Love & Pop).

Outras alusões ficcionais incluem: os livros A Divina Invasão de Philip K. Dick, O Enigma de Andrômeda de Michael Crichton, as séries de televisão O Prisioneiro, Thunderbirds, Ultraseven, o tema ufologia, e o filme The Hitcher - A Morte Pede Carona.

O Projeto de Instrumentalidade Humana

Neon Genesis Evangelion e em particular o Projeto de Instrumentalidade Humana mostram uma forte influência com o romance O Fim da Infância, de Arthur C. Clarke, uma influência que Anno reconheceu. Semelhanças entre as obras, tais como os temas adultos e a taxa de natalidade em declínio após o Segundo Impacto, foram retiradas a partir deste trabalho.

Evangelion também mostra influências do autor de ficção científica Dr. Paul Linebarger, mais conhecido por seu pseudônimo, Cordwainer Smith. O romance de ficção científica de Linebarger gira em torno de seu próprio conceito da Instrumentalidade Humana, um único governo todo-poderoso da humanidade. Assim como a Seele, que vê a si mesma como "sendo os formadores do verdadeiro destino da humanidade." Embora Anno tenha insistido que Hokan (补 完, complementação, conclusão) seja traduzido como "instrumentalidade" em inglês, talvez como uma forma de prestar homenagem a Linebarger, as concepções dos dois autores de "instrumentalidade" são extremamente diferentes.

Lançamento

Depois que a série terminou, Anno estava insatisfeito devido a questões de tempo, problemas financeiros, e a censura colocada pelas redes televisivas. Assim, quando a série foi relançada em VHS e Laserdisc, cada episódio foi remasterizado e os cortes foram reincorporados dentro dos episódios 21-26, com os quatro primeiros sendo radicalmente melhorados e os dois últimos sendo completamente refeitos e incluindo como bônus o filme Death and Rebirth. No entanto, novamente, devido ao tempo e as restrições orçamentárias, a remasterização e a reanimação dos episódios 21-24 foram suspensas em favor do filme. Porém, a animação de Rebirth não foi concluída e foi decidido depois liberar a segunda metade de Death and Rebirth como um lançamento individual. Death incluía algumas das cenas que já foram concluídas nos episódios remasterizados 21-24. Foi então decidido que Evangelion: Rebirth II também deveria incluir a animação anterior e foi então rebatizado de The End of Evangelion.

Depois disso, as fitas "Genesis 0:11 e 0:12" foram lançadas contendo os episódios refeitos 21-24 e "Genesis 0:13 e 0:14" contendo ambos os finais, 0:13, contendo ambas as versões de TV e cinema do episódio 25 e a 0:14 contendo ambas as versões de cinema e TV do episódio 26.

Em 1998, os filmes Evangelion foram relançados em sua formas originais, sem as cenas extras do filme resumo (Death(true)²) e com seus finais sendo completos e novos. Em 2000, o "Box Segundo Impacto", foi lançado em três partes, contendo os 26 episódios remasterizados sem cortes, e os 2 filmes (e incluindo também Rebirth).

Em 2003, os nove volumes em DVD "Renewal of Evangelion" foram lançados, com o som e imagens da série remasterizados para tecnologia HD e 5.1 (por exemplo, novos sons de fundo foram gravados). Os primeiros oito volumes cobriam os 26 episódios originais (com duas versões dos episódios 21-24: a versão sem cortes e uma reconstrução das versões editadas). O nono volume, contendo dois discos, chamado Evangelion: The Movie, continha Death(true)² e The End of Evangelion. O lançamento de Renewal formaram a base para o ocidental "Platinum Edition" (que não incluem os filmes, devido sos filmes terem sido licenciados pela Manga Entertainment, enquanto a série foi licenciada pela A.D. Vision). O "Platinum Edition" apresenta uma dublagem em inglês ligeiramente diferente do que as versões originais em VHS e DVD. A dublagem original dos episódios 25 e 26 foram substituídos apenas com a dublagem "Cut Director" desses mesmos episódios.

Traduções

Nota sobre o nome Neon Genesis Evangelion

O real título japonês da série é Shin Seiki Evangelion, um título híbrido de grego e japonês que significa "Gospel of the New Century" (ou em português "Evangelho do Novo Século"). O título Neon Genesis Evangelion está todo em grego, e significa "Gospel of the New Genesis" ("Evangelho do Novo Gênesis"). No entanto, este não é um caso dos distribuidores de língua inglesa brincando com a tradução. Neon Genesis Evangelion é o título oficial em inglês, escolhido pelos criadores japoneses da série.

Lista de episódios

  1. O Ataque dos Anjos
  2. Teto não Familiar
  3. O Telefone que Jamais Toca
  4. O Dilema do Ouriço
  5. Rei, Além de seu Coração
  6. Confronto em Tokyo-3
  7. A Criação Humana
  8. Asuka Ataca!
  9. Dancem como se Quisessem Vencer!
  10. Inferno de Magma
  11. Na Escuridão Silenciosa
  12. O Valor de um Milagre é...
  13. Invasão do Anjo
  14. Seele, Lugar para a Alma
  15. Mentira e Silêncio
  16. Doença até a Morte
  17. A 4ª Criança
  18. O Julgamento da Vida
  19. A Luta de um Homem
  20. Forma da Mente, Forma do Homem
  21. O Nascimento da Nerv
  22. Pelo Menos Seja Humano
  23. Lágrimas
  24. O Mensageiro Final
  25. O Fim do Mundo
  26. A Fera que Gritou "Eu" no Coração do Mundo

Criadores

Neon Genesis Evangelion foi escrito e dirigido por Hideaki Anno, com Yoshiyuki Sadamoto como designer de personagens e Anno e Ikuto Yamashita como designer mecânico (dos Evas). E além deles vários outros co-autores e co-diretores trabalharam nos episódios individuais. A música ficou a cargo do compositor Shiro Sagisu.

Ligações externas

Sites oficiais

Artigos e informativos

Referências

  1. Evangelion já teria arrecadado mais de 150 bilhões de ienes, ou aproximadamente 1,2 bilhões de dólares [1][2]. Em uma discussão na Tekkoshocon 2006, Matt Greenfield afirmou que Evangelion já arrecadou mais de 2 bilhões de dólares [3]; A Takeda 2002 reafirma que "Ele vendeu um número recorde de laserdiscs no Japão, e as vendas em DVD ainda estão em alta até os dias de hoje." (pg 166). "Salvando o Mundo com seu Parceiro Quase-Humano": "... uma franquia que gerou mais de um bilhão de dólares até agora" (em inglês)
  2. Considerado por muitos estudiosos como uma obra-prima dos animes, a série é creditada por alguns críticos com tendo conseguido sozinha reviver o gênero do que viram como uma "depressão criativo" na década de 1990 (Azuma 4). Embora eu não fosse tão longe, é verdade que Evangelion é uma das séries de anime mais importante e inovadoras já criadas "pg 424 de Napier 2002; ver também. "Não é exatamente o tipo de palavras que você esperaria de diretor Hideaki Anno sobre sua produção de 1995 "Neon Genesis Evangelion". Tomando-o de surpresa, ela foi aclamada pela crítica no Japão (e mais tarde nos Estados Unidos e Europa) como a série de TV marcou a animação japonesa dos anos 90. O modesto orçamento da produção também se tornou um sucesso comercial, arrecadando, sozinha, mais de 800 milhões de dólares em vendas de vídeo e 400 milhões em mercadorias no Japão." Wong 1996
  3. NGE ganhou o 18º Prêmio Nihon SF Taisho Awards, veja a cobertura Gainax da cerimônia de premiação (em inglês)
  4. "Em 1995, a série da televisão japonesa de 26 episódio "Neon Genesis Evangelion" foi um anime superior, um conto-robô gigante de uma profundidade incomum, incluindo detalhes com relação a sentimentos. Colocou menos ênfase nas batalhas dando maior atenção a sua história na qual um tímido adolescente deve salvar a Terra da destruição através de sua ligação com uma máquina de combate quase-humano. (Ainda recentemente, em 2007, a Agência Cultural do Japão nomeou-a como a melhor série de anime de todos os tempos.)" http://movies.nytimes.com/2009/09/18/movies/18evangelion.html (em inglês)

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória